04/04/2013

TERRAS RARAS: Serra Verde fará planta em Minaçu

A Mineração Serra Verde assinou protocolo com o governo do estado de Goiás pelo qual assume o compromisso de construir uma planta para aproveitamento de uma jazida de terras raras no município de Minaçu, localizado no norte do estado. A instalação fará a extração e beneficiamento de óxidos de terras raras para comercialização nos mercados nacional e internacional e custará, inicialmente, R$ 300 milhões. Ainda em 2013, a empresa vai operar uma planta piloto que servirá de parâmetro para instalação da planta industrial. Até o final do ano deve ser concluído o estudo de pré-viabilidade, iniciando-se a construção da planta industrial, que fará a concentração das terras raras, em 2014. O início de operação está previsto para 2016. Mais adiante, entre 2018 e 2023, a companhia pretende instalar uma segunda planta, para a qual estima investimentos entre R$ 300 milhões e R$ 600 milhões, dependendo do porte. Na segunda etapa, deverão ser processados os concentrados de terras raras críticas para depois separá-los em elementos individuais, com teor de pureza de 99,999%. Esta é uma planta de altíssima tecnologia. De acordo com Andreas Sprecher, CEO da Mining Ventures Brasil, com este empreendimento a empresa procura contribuir para que o Brasil “deixe de ser um mero exportador de matérias-primas e se coloque na vanguarda e domínio dessa tecnologia de ponta, com amplos benefícios para sua economia”. Ele salientou que o objetivo da Mineração Serra Verde é produzir “terras raras pesadas ou críticas, que têm alto valor agregado”. Para o diretor geral e COO da Mineração Serra Verde, Paulo de Tarso, o empreendimento “colocará Goiás e a região na primeira linha da alta tecnologia, pois o objetivo é transformar nossa jazida em um dos centros mundiais de excelência no fornecimento de terras raras críticas”'. Ele prevê que o projeto pode gerar até 3 mil empregos diretos e indiretos durante a fase de construção e 500 postos diretos de trabalho durante a operação, além de 3 mil empregos indiretos. Em 10 anos, os investimentos totais no empreendimento de Minaçu podem somar até R$ 1,2 bilhão, de acordo com os dirigentes da Mineração Serra Verde. O grupo Mining Ventures Brasil, que surgiu originalmente como uma empresa de pesquisa mineral, atua em todas as fases do desenvolvimento mineral e atualmente, além do empreendimento em Minaçu, avalia a implantação de projetos de ouro, prata, cobre e fosfatos nos municípios de Caçapava do Sul, São Sepé e Vila Nova, no Rio Grande do Sul.

Fonte: Revista Brasil Mineral

Nenhum comentário:

Postar um comentário